quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Salmo 24

1 Salmo de Davi. Ao SENHOR Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.
2 O SENHOR construiu a terra sobre os mares e pôs os seus alicerces nas profundezas do oceano.
3 Quem tem o direito de subir o monte do SENHOR? Quem pode ficar no seu santo Templo?
4 Somente aquele que é correto no agir e limpo no pensar, que não adora ídolos, nem faz promessas falsas.
5 O SENHOR Deus o abençoará, o salvará e o declarará inocente no julgamento.
6 São assim as pessoas que adoram o SENHOR, que prestam culto ao Deus de Jacó.
7 Abram bem os portões, abram os portões antigos, e entrará o Rei da glória.
 8 Quem é esse Rei da glória? É Deus, o SENHOR, forte e poderoso, o SENHOR, poderoso na batalha.
9 Abram bem os portões, abram os portões antigos, e entrará o Rei da glória.
10 Quem é esse Rei da glória? É Deus, o SENHOR Todo-Poderoso; ele é o Rei da glória.






Quando eu me reporto aos últimos versículos desse salmo, não há nada do que uma mera ilustração que me vem a mente.

Jesus, o Filho de Deus, O que escolheu pagar o preço necessário pra que nós pudéssemos ser filhos juntamente com Ele, venceu a morte. Desceu ao Hades (Inferno), enquanto a festa pós morte Dele estava bombando, eis que Ele surge e toma a chave do inferno das mãos de Satanás. Mostra que a Morte não foi suficiente para detê-Lo. De repente, o inferno está embasbacado com a vitória do Cordeiro e Leão. 
Depois, Jesus sobe aos céus. Eu O imagino caminhando entre as nuvens, chegando no portão. Um anjo o vê, corre para avisar aos outros, o Príncipe da Paz conseguiu!
"Levantai ó portas as vossas cabeças! Levantai-vos ó portais eternos! Que entrará o Rei da glória, Jesus!"
Os portões celestiais se abrem para Ele. E todos os habitantes dos céus O aplaudam, reverenciando a Sua vitória. O Pai o vê. Um abraço sela a aliança final. O Rei da glória toma o Seu lugar à direita do Pai. Está consumado. Os portões estão abertos. Não há nada mais que me impeça, que te impeça de entrar. Mas quem tem o direito de subir o monte do SENHOR? Quem pode ficar no seu santo Templo? Somente aquele que é correto no agir e limpo no pensar, que não adora ídolos, nem faz promessas falsas. O SENHOR Deus o abençoará, o salvará e o declarará inocente no julgamento. E elas  serão bem vindas a casa do Pai.




Beijo santo.




#GodblessUall

sábado, 20 de novembro de 2010

B' day.

"Santificação é decisão. E hoje eu decido:

não reclamar de acordar as 5h da manhã;
não xingar as pessoas no metrô cheio;
não xingar os professores pelo atraso deles;
não reclamar da prova que eu não estudei;
não reclamar do preço do empadão;
não sentar ao lado dos amigos coladores;
não olhar a prova do colega cdf;
não xingar o professor pela prova difícil;
não faltar o culto jovem;
não me distrair na hora da mensagem;
não achar que a pregação era pra mim;
não deixar de me aproximar de Deus.

Hoje, eu só quero pedir perdão por não ter conseguido cumprir metade das minhas decisões."





Isso é santificação. É tentar a cada dia fazer aquilo que foi sonhado pra você fazer mas que não necessariamente é o mais fácil de se fazer.










#GodblessUall



quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Music Session..

Oi gente! Beleza? Bom, hoje gostaria de compartilhar com vocês uma das músicas mais lindas que eu já ouvi. Só tem o áudio no Youtube, então preferi não postar  o link aqui. Mas fiquem a vontade para se edificarem com ela. 




O nome Jesus

Intérpretes: Paulo César Baruk e Leonardo Gonçalves



Nome tão lindo

Nome de Cristo

Nome que acalma o mar

Faz a tempestade cessar

Nome sublime

Nome de glória

Nome que restaura a alma

Dá forças para caminhar







Teu nom Jesus

É mais doce que o mel

Tem poder e glória

Teu nome Jesus

Leva o pecador ao Céu

Traz vitória

Em Teu nome

Os feridos são curados

Teu nome Jesus

Tem poder pra mudar minha história








Que esse Jesus possa continuar mudando a minha história e a sua.


Beijo santo!


#GodblessUall

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Sweet Jesus?

Hey! Como estão? Demorei mas estou aqui postando.. é o seguinte, deve estar até chato eu sempre postando textos dos outros, mas é porque eles são realmente bons e de suma importância pra mim, então gostaria de compartilhar mais um com vocês. E um videozinho no final. Seja edificado!



A marginalidade de Jesus


Por Roberta Lima do Genizah


"Muito se fala da santidade, genialidade, amor, carisma, milagres, liderança, ensino e diversas facetas que expressam a pessoa de Cristo, mas sinceramente pouco ouço falar da marginalidade de Jesus.




Parece até conflitante falar de Jesus e associarmos a palavra marginal ao mesmo, mas não há nenhuma conotação ofensiva nisto, pois se bem analisarmos os fatos: Jesus foi um marginal de sua época.




Antes de você me chamar de herege ou me xingar, acompanhe o raciocínio...




Jesus era um homem simples, de uma profissão simples [até ouso fazer o paralelo com um operário padrão de nossos tempos], morava na Galiléia, considerada uma cidade que não produzia expoentes divinos [João 7:52] e pertencia a um povo subjugado pelo Império Romano, sendo que sua nação estava bem distante do pulsante coração econômico da época.




Creio que esses fatores, por si mesmos, já colocariam Jesus à margem do mundo de sua época, mas o mesmo foi além e também se colocou à margem da religião de sua época...Parece até mesmo um contra-senso mas o filho de Deus era marginalizado pela religião.




Prova mais do que cabal de que religião e Deus realmente não devem se misturar, eu sei, é um paradoxo daqueles difíceis de serem digeridos por nossas mentes muitas vezes totalmente formatadas pela tradição religiosa.




Mas voltemos à marginalidade de Jesus...me salta aos olhos o seguinte trecho do evangelho de Lucas:





“Muitas vezes vinham cobradores de impostos (gente desonesta) e outras pessoas de má fama para ouvir os sermões de Jesus; com isso começaram diversas queixas dos líderes religiosos e dos estudiosos da lei judaica, porque Ele estava fazendo amizade com aquela gente baixa – e até comendo com eles.”
Lc 15: 1-2 [Biblia Viva]





Aos olhos dos religiosos da época era inadmissível a relação de Jesus com a “ralé” da sociedade, ter amizade e comer com pessoas desonestas, baixas e de má fama era algo surreal para as mentes farisaícas e legalistas de plantão.




Há outros trechos na bíblia que falam que o mesmo foi chamado de glutão, beberrão, amigo de pecadores [Lucas 7:34], enfim, meu querido Jesus não era portador de boa fama, escolheu frequentar a margem da sociedade, escolheu o caminho longe do academicismo, longe do clericalismo, longe dos holofotes, longe das classes abastadas na maior parte do tempo.




É tão interessante mas o filho de Deus, o Messias prometido, não veio travestido de vestes religiosas, comportamento tradicional ou amizades seletas. Algo que nossa mente engessada pela religiosidade muitas vezes não consegue vislumbrar, mas que é plenamente explicada pelas palavras de Paulo quando o mesmo diz aos coríntios que Deus escolheu as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias, Deus escolheu as coisas fracas desse mundo para confundir as fortes e Deus escolheu as coisas vis, desprezíveis e as que NÃO SÃO para confundir aquelas que são...quer algo mais marginal do que essa passagem das escrituras? [1 Coríntios 1:27-28]




Ao pensar em tudo isso e olhar para a igreja, me pergunto: que caminhos temos trilhado? Onde está a marginalidade do povo que se auto-intitula como de Deus?




O mais comum é ouvir sermões que mais parecem discursos de auto-ajuda e que prezam pela formatação com o sistema de valores reinante, no qual o TER vem sempre antes do SER.





O mínimo que consigo concluir após tudo isso é: revisemos a rota, os rumos...busquemos a margem! Não nos importemos com nossas posições, qualificações e até mesmo convicções pessoais, mas busquemos aquilo que o Mestre buscava: os pequeninos, os esquecidos e marginalizados para que também possamos ouvir Dele naquele dia: tive fome e me deste de comer, estava preso e foste ver-me, estava nu e me vestiste, estive com sede e me deste de beber [Mateus 25:35-36].

Frisando que nem sempre a sede será de água, a fome de pão, a nudez de roupas e a prisão de algemas...eis um desafio!"



Pensando nisso, me lembro de um vídeo que vi uma vez. Veja e pense se nós, cristãos, temos sido assim.


video




Beijo santo!


#GodblessUall